O que é a Fibromialgia – Fique a conhecer mais sobre a nova doença crónica

o que e a fibromialgia

É considerada uma das doenças dos tempos modernas, que afeta mais mulheres do que homens.

A fibromialgia é uma desordem muscular caraterizada por dores no sistema músculo-esquelético.

Muitas vezes acompanhada por fadiga, dormência e alterações de comportamento.
As dores provocadas pela fibromialgia começam após um trauma físico, cirurgia, infeção ou stress constante, mas também há relatos de quem sofra, mas sem causa aparente. E quem sofre, acredita-se que as dores são amplificadas, devido à forma como o cérebro processa esses sinais.
Outros problemas de saúde associados a quem sofre de fibromialgia são: cefaleias, disfunção das articulações temporomandibulares, síndrome do colón irritável, ansiedade e depressão.

Fibromialgia

Fibromialgia tem cura?

Ainda não existe cura para a fibromialgia, há sim é uma grande variedade de medicação que ajuda a controlar os sintomas. Mais, a prática de exercício físico regular, bem como exercícios de relaxamento, algumas medicinas alternativas como acupuntura e redução de stress ajudam a controlar esta doença.

Causas da Fibromialgia

Não se sabe exatamente o que provoca a fibromialgia, apenas que pode ser devido à conjugação de vários fatores como a genética, infeções, e trauma físico ou emocional.
Genética: será transmitida ao longo das gerações, e em alguns certas alterações genéticas tornam a pessoa mais suscetível a desenvolverem a desordem.
Infeções: há doenças e infeções mais suscetíveis e que tendem a despoletar os episódios de fibromialgia.
Trauma físico e psicológico: por exemplo, um acidente de carro pode ser o suficiente para despoletar a doença; bem como o fator psicológico, quando o nosso corpo está sob stress.

Porque dói a fibromialgia?

O cérebro de quem sofre de fibromialgia, tende a mudar devido à constante estimulação dos nervos. Essa mudança é devido a um aumento anormal dos níveis químicos cerebrais responsáveis pela transmissão da dor. Depois os recetores da dor cerebrais, acabam por desenvolver uma espécie de memória da dor, e tornam-se mais sensíveis consoante os vários episódios. Logo há sempre uma constante dor.
A constante dor provocada pela fibromialgia, bem como a falta de sono, podem ter interferência no seu dia-a-dia, bem como no seu trabalho profissional. Pois quem sofre desta desordem acaba por muitas vezes ficar frustrado por não conseguir entender a doença, nem lidar com ela, devido ao facto de não existir tratamento. O que acaba por levar a condições como depressão e ansiedade.

Fatores de risco da fibromialgia

São fatores de risco de fibromialgia o género, história familiar, outras doenças.
É mais comum em mulheres do que em homens. Se na sua família há quem sofra de fibromialgia (familiar direto), então a probabilidade de vir a desenvolver é maior. Doenças como osteoartrite, artrite reumatoide ou lúpus são comuns em quem sofre de fibromialgia.

Partilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Deixe uma resposta