A ansiedade- Conheca os Sintomas e Cura

Ansiedade

Ansiedade é o estado em que estamos constantemente desassossegados, apreensivos, sempre com incertezas do futuro. Surge quando nos encontramos preocupados com um evento ou situação. E esse comportamento despoleta um mecanismo de autoproteção cujo objetivo é alertar-nos e proteger-nos do perigo. É o também chamado de resposta ao stress, mecanismo de sobrevivência para nos manter a salvou do perigo. Assim, pode a ansiedade ter cura?
A resposta passa por “nin”. A ansiedade não pode ser curada, nem eliminada, ela faz parte do nosso mecanismo de sobrevivência. Pode sim ser minimizada, aliviada!

Cura vs. alívio da ansiedade

A cura da ansiedade vai depender da sua definição de “cura”.

Os sintomas de ansiedade podem ser aliviados, mas a mesma permanece sempre latente no psicológico das pessoas.
Assim e apesar de muitos apregoarem que existe uma cura permanente para a ansiedade, essa não passa de um alívio dos sintomas. Assim nenhum alívio deve ser considerado como permanente!
Ansiedade tem cura! O objetivo dos tratamentos para a ansiedade passa pelo alívio dos sintomas, o que é a “cura”. Mas pode ser apenas temporário ou ainda assim durar anos! Assim esperamos que dure para sempre.
Ansiedade não tem cura! Ainda não existe cura permanente para a ansiedade. Pois como referi acima o tratamento passa pelo alívio dos sintomas. Ainda mais, ela tem por base fatores genéticos e ambientais.
Isto para dizer que o psicológico da pessoa está sempre presente na cabeça. Assim os sintomas de ansiedade podem ser aliviados a longo prazo, mas tais alívios podem ser quebrados consoante o estado psicológico da pessoa, especialmente com problemas mentais.

Sintomas de ansiedade

Ansiedade Generalizada

São mais de 100 os sintomas e sinais para ansiedade, entre eles destacamos:
• Dormência
• Tonturas
• Dores torácicas
• Cefaleias
• Dores no pescoço
• Dores de estômago
• Constantes zumbidos na orelha
• Náuseas
• Sensação de choque elétrico
• Palpitações
• Perda de força nas pernas
• Sensação de estar a ficar doido
• Dificuldade em dormir
• Fadiga constante

Partilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Deixe uma resposta